Nossas Lojas |Fale Conosco

Notícias

Vinho e risoto: uma combinação perfeita!

Confira dicas para não errar na hora de combinar risotos e vinhos.

Publicado em: 25/05/2021

Vinho e risoto: uma combinação perfeita!

Divulgação

Seja servido como entrada em pequena quantidade, como prato principal ou ainda como acompanhamento de carnes, o risoto é sempre um bom prato a se apreciar. Toda essa versatilidade permite que a receita seja harmonizada com diversas bebidas, porém, os vinhos funcionam tão bem, que juntos, formam o casamento perfeito entre comida e bebida. 

Contudo, para que o prato se torne irresistível e harmonize perfeitamente com os vinhos, o Chef Antônio Alcântara do Grupo Mateus conta que alguns ingredientes são indispensáveis para a receita, entre eles o arroz dos tipos arbóreo, arbóreo integral, carnaroli ou vialone nano, caldos aromáticos, cebola, manteiga, vinho e queijo. “Os ingredientes utilizados no risoto é que vão determinar qual o melhor vinho para a harmonização. Por isso o preparo deste prato, apesar de simples, deve ser feito com elaboração”, recomenda.

Como harmonizar?

Como vimos, o que vai determinar a escolha do vinho serão os ingredientes que compõem o seu risoto. Para entendermos como harmonizar cada tipo de vinho com esse prato, contamos com algumas dicas da sommelière e gerente do Spazio Mateus, Raquel Aciole. Confira:

Risoto parmegiano

Para um clássico italiano como o Risoto Parmegiano, que leva apenas queijo parmesão, vinho branco seco, caldo de legumes ou galinha, cebola e arroz arbóreo, os vinhos verdes contam com acidez e toques herbáceos ideais para sustentar a cremosidade do risoto. 

Risoto de camarão

Quem resiste a um risoto de camarão?  Essa combinação traz sabores mais delicados e, por isso, combina com vinhos menos estruturados. Brancos de Sauvignon Blanc, que têm acidez pronunciada, aromas de ervas e frutas cítricas, são excelentes opções. 

Risoto de legumes

Para esses risotos é bom pensar nas características do mix de legumes, onde os sabores são constantes. Para isso, indicamos um Chardonnay, onde podemos sentir leves taninos para encorpar a harmonização.

Notícias