Colesterol alto? Conheça alimentos que podem ajudar a reduzir os níveis do LDL

Conhecido por “bom” e “ruim”, o colesterol é um tipo de gordura encontrada em nosso organismo, fundamental para funcionamento do corpo. Mas para garantir que ele funcione da maneira correta, é preciso que colesterol bom (HDL) se mantenha maior que o ruim (LDL).

 

Entre as principais causas do aumento do colesterol ruim estão o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, sedentarismo e alimentação rica em gorduras e açúcar, além dos fatores genéticos. A luta para reduzir esses números negativos passa por uma reeducação alimentar, uma das principais aliadas para prevenir e evitar doenças cardiovasculares.

 

Para equilibrar o colesterol, a nutricionista do Grupo Mateus, Kátia Souza orienta o consumo de alimentos fontes de fibras dietéticas, como frutas, verduras e legumes. “Dê preferências a boas fontes de gorduras, como azeite de oliva, castanhas, nozes e amendoins, peixes e abacate; prefira cereais integrais, arroz, pão, biscoito; consumir diariamente feijões, ervilhas, lentilhas ou grão de bico, além de praticar regularmente atividade física”, sugere.

 

Reduzindo os níveis

 

Sendo a alimentação saudável uma saída para a redução do colesterol alto, reunimos, com a ajuda da nutricionista Kátia Souza, uma lista de alimentos que podem ajudar você na luta contra o LDL:

 

Aveia: contém fibras que ajudam a baixar o LDL. Além disso, o alimento pode ser misturada com frutas, iogurte (desnatado) ou na produção de pães.

 

Hortaliças: ricos em fibras as verduras e legumes são alimentos que devem ser consumidos todos os dias por quem tem colesterol alto.

 

Frutas: elas são sempre bem-vindas. São uma fonte natural de fibras e devem ser consumidas com casca, sempre que possível. Dentre as mais indicadas para baixar o colesterol estão: maçã, laranja, tangerina, goiaba, mamão, pêssego, pera e ameixa.

 

Leguminosas: o que também não pode faltar na dieta de quem sofre com colesterol alto é feijão, grão-de-bico, lentilha e ervilha, que são excelentes fontes de fibras, devendo também fazer parte da dieta diária.

 

Azeite de oliva: possui gorduras monoinsaturadas, que aumentam o colesterol bom (HDL). “Lembrando que o azeite deve ser utilizado cru, seja para temperar saladas ou diretamente sobre os alimentos depois de preparados. Frituras, mesmo feitas com azeite de oliva, são prejudiciais, pois elevam mais os níveis de colesterol ruim”, pontua a nutricionista.

 

Abacate: é fonte de gordura saudável, portanto aumentando o HDL e reduzindo o LDL. “Por ser rico em gorduras, o abacate é bastante calórico e o seu consumo deve ser moderado”, aconselha.

1/0